Lembra como a gente era? Lembra que você falava que me amava todos os dias? Lembra que se eu não dissesse que te amava você me cobrava? Lembra que você queria estar do meu lado sempre? Lembra quando você dizia sentir minha falta? Lembra quando eu era sua? Lembra quando eu achava que você era meu? Lembra como eu te queria (ainda quero)? Lembra do meu jeito marrenta de ser? Lembra de quando você se importava? Lembra como você me zoava? Lembra como eu ria da suas burradas? Lembra como era tudo? Não? Eu lembro. E isso basta. - Thainá Martins (via inocência inexistente)
Que mundo é esse que ninguém sabe mais amar? - Charlie Brown Jr.
Você que fez eu gostar tanto de você, me apegar tanto em você, te querer tanto. A culpa é só sua por ter mil e um defeitos e fazer eu gostar de todos. Se você nunca tivesse me falado ‘eu te amo’ ‘mina pequena’ nada disso teria acontecido. Algumas palavras fazem tão bem, iludem tão bem, iguais as suas, só que quando a gente vê que tudo não passou de uma mentira, a gente deseja nunca ter escutado antes. Quem mandou você ter esse sorriso que me encanta, esse olhar que me guia? Se não fosse você, eu não ia te amar, o único culpado de tudo é você. Eu criei muitas expectativas, esperei muito de quem não podia me oferecer nem um terço do que eu queria. Acabei sentindo de mais, querendo de mais e vendo você partir, mas eu já me acostumei com a ideia e sei que não vai voltar, aprendi que palavras não amam ninguém e você também não. - Thainá Martins (via inocênciainexistente)

Quando as pessoas vão parar de viver a base de desculpas?

E você me mima, me anima, me consola, me chinga, me ama, me odeia, me tira do sério, me arranca sorrisos bobos, me convence, me manda, me pede, me obriga a te amar, me traz felicidade, me faz sentir ciúmes, me canta, me encanta, me beija, me abraça, me conquista, me aceita, me faz rainha, me faz dama, me faz princesa, me tenta, me faz sentir bem, me faz sentir uma forma que eu pensei que nunca mais ia sentir, me faz sentir um amor forte, um amor bom. É a melhor coisa que eu possuo. Meu príncipe. Só meu. - Thainá F. Martins (inocênciainexistente

Ela parece ser frágil né? É porque você não sabe quantas vezes seu coração foi quebrado e restaurado, assim, ficando cada vez mais duro como pedra e mais frio como gelo.

Realmente eu não critico essas meninas de 12 anos que sofrem por amor, pois o amor não tem idade para se acontecer. Eu mesma sofri muito por amor quando eu tinha 12 anos e num foi brincadeira não. Só porque você é 2 anos mais velha do que essas meninas você acha que pode amar e elas não? Muita menina de 12 anos tem mais maturidade do que uma de 16, então pare de julgar, o amor num tem idade para acontecer, assim como tem menina de 12 sofrendo, tem mulheres de 20 que nunca amaram de verdade. Pare de julgar um pouco, e olhe para si mesmo primeiro.